Enzo Elias, o mais jovem piloto da Porsche a conquistar um pódio na Carrera Cup Brasil tem demonstrado comprovada evolução.  Além da agilidade e talento, o jovem promissor é excepcionalmente dedicado a aperfeiçoar cada vez mais o seu conhecimento da mecânica do carro alemão.  “O envolvimento com a parte mecânica e tecnológica do carro acaba se tornando natural e considero totalmente necessário para chegar onde eu pretendo dentro do automobilismo”, relata Enzo.

Enzo Elias tem 16 anos e nasceu Brasília. Sua paixão pela velocidade começou com o kart, destacando-se em diversos campeonatos Brasil afora. Na Porsche Carrera Cup Brasil, conquistou seu primeiro pódio na terceira etapa da temporada de 2018, realizada em maio no autódromo de Interlagos. Largando na sétima posição, Enzo evidenciou ainda mais seu talento e determinação terminado a prova em um ótimo terceiro lugar, com direito a duas belas ultrapassagens na entrada do lendário S do Senna.

“Trabalhar com o Enzo é muito bom. Eu nunca conheci um piloto que tivesse conhecimento, preparo, inteligência e velocidade com apenas 16 anos. Levando em conta a sua idade e o seu desempenho, se continuarmos nessa constante evolução, teremos um dos grandes pilotos do futuro do Brasil”, destaca Eduardo Bassani, engenheiro e coach do piloto.

Diferencial importante:

Para Enzo, o conhecimento técnico é fundamental para um piloto que deseja se diferenciar dos demais. “Saber exatamente o que se passa no carro, com certeza, faz uma enorme diferença. Além da habilidade, é preciso conseguir passar ao seu engenheiro o melhor ajuste do carro e ele entender exatamente o que você precisa. Passar as informações corretas só é possível quando você conhece bem o carro que está pilotando”, acrescenta.

Fascinado pela velocidade, Enzo considera as partes de aerodinâmica e de suspensão do carro muito interessantes. “A capacidade de velocidade em curva de um carro de corrida me impressiona, coisa que não se consegue atingir em uma escala tão alta com um carro de rua. A velocidade me fascina”, afirma.

Ao fim de cada prova, independente do resultado, lá está Enzo analisando seu desempenho e do carro, volta a volta. “Saber sobre a mecânica e o que se passou com o carro durante a corrida faz com que consigamos desenvolvê-lo melhor, porque sempre tem o que melhorar. O Edu (engenheiro e coach), além da experiência no automobilismo, é um conselheiro que admiro e confio. Temos um método de trabalho que se encaixou perfeitamente com meu estilo de pilotar”, descreve Enzo.