Enzo Elias tem 16 anos e seu primeiro contato com um carro de corrida foi aos 11, no kart. Desde então, muita coisa aconteceu em sua vida. Hoje ele é o mais jovem piloto brasileiro a conquistar pódios na história da Porsche Carrera Cup Brasil, além de ser o caçula do grid. São três pódios na competição, todos conquistados no autódromo de Interlagos.

Enzo apresenta-se como um profissional focado, promissor e, especialmente, provido de grande agilidade e talento. “Meu primeiro contato com uma pista de corrida foi aos 11 anos. Foi emocionante, eu estava nervoso, mas animado e empolgado com a possibilidade de correr e quase ganhei. Foi uma experiência ótima”, conta Enzo.

Após sua estreia no kart, rapidamente Enzo destacou-se em corridas Brasil afora e o sonho do automobilismo profissional tornava-se cada vez mais notório, inclusive para a sua família. “No começo achei que era só diversão ou até mesmo empolgação. Ele treinava de terça a sábado, não saía de dentro do kart. Em 2014, ainda bem no início da aprendizagem, ele me pediu para correr nas principais competições nacionais e em pouquíssimo tempo se desenvolveu muito e os resultados começaram a aparecer. Essas experiências me deram a certeza de este era o seu caminho. Em 2016, ele foi convidado para um treino de Fórmula 3 e, sem nunca ter dirigido um carro com marcha e, principalmente, deste porte passou a 240 km/h na minha frente, aí não tive dúvidas, esta é a vocação dele”, relembra o pai, Anuar Elias, que acompanha de perto a carreira do filho.

Se para o pai era evidente a sua vocação, para Enzo, também não pairavam dúvidas. “Eu sonhava e acordava todos os dias pensando em ser um piloto e, naturalmente, isso passou a fazer parte de mim. E eu continuo sonhando e pensando nisso todos os dias”, afirma o jovem.

Quando não está nas pistas, Enzo curte a adolescência como um garoto normal da sua idade. “Quando não estou treinando, ou em corridas, gosto de ter alguns momentos “comuns” como todo adolescente, ir ao cinema, encontrar os amigos, escutar música etc”,

Apoio e presença da família

O aperfeiçoamento profissional de Enzo aconteceu rapidamente e o apoio da família integral, especialmente do pai, Anuar. “Ele (o pai Anuar) está sempre comigo, não perde uma corrida. É o meu ídolo”, conta.

Anuar não poupa elogios ao filho, a quem considera seu melhor amigo. “Como filho é um grande amigo, alegre, de astral sempre para cima. É carinhoso e atencioso com todos, somos companheiros, meu melhor amigo”, destaca o pai.

Com todo pai Anuar deseja o melhor ao filho, que ele consiga se realizar profissionalmente fazendo o que gosta: pilotar.  “O Enzo é um piloto em formação, competitivo, muito jovem, mas disciplinado e os valores dele dentro e fora da pista são os mesmos, é justo, leal e comprometido, leva isso como seu objetivo de vida, deixa claro nas suas atitudes. E não há nada melhor do que você conseguir realização profissional fazendo o que gosta e, certamente, o Enzo será um grande piloto profissional”, conclui Anuar.

“Quero ser um piloto, tornar disso minha profissão, ser reconhecido pelo meu trabalho e fazer com que as pessoas voltem a gostar do automobilismo, torcendo e vibrando como antes, se conseguir isto terei concluído minha missão. O automobilismo é minha paixão”, conclui Enzo.